sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Seleção de profissionais - Questões de Gênero

Dando sequência às ações de formação e fortalecimento da formação gênero desenvolvidas pela Prefeitura, a Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres de São Paulo lançou, este mês, três editais destinados a profissionais de várias áreas interessadas (os) em apresentar propostas de oficinas livres e desenvolvimento de cursos e atividades sob essa temática. 1. Facilitadores para desenvolvimento de atividades nos Centros de Cidadania da Mulher e Centros de Referência da Mulher - Nos Centros de Cidadania da Mulher e Centros de Referência da Mulher serão selecionados profissionais nas áreas de defesa pessoal, dança, teatro, técnicas corporais e técnicas manuais. Para se inscrever, as interessadas/os devem comparecer até o dia 22 de agosto, das 10h às 18h, na Rua Libero Badaró, 293, 8º andar, Centro, com a documentação exigida. Confira aqui o edital completo. 2. Profissionais de fotografia - Para marcar o mês da visibilidade lésbica, a assessoria LBT da SMPM abriu inscrições para profissionais interessadas (os) em apresentar propostas de produção e execução de oficina básica de fotografia para mulheres lésbicas e bissexuais, que contemple a formação em gênero, direitos sexuais e cidadania. As interessadas (os) terão até o dia 22 de agosto, das 10 às 17 h, para inscrever-se, à rua Líbero Badaró, 293- 8º andar – Centro – São Paulo. Também serão selecionadas 20 participantes, que deverão dispor de equipamento próprio e obter, no mínimo, 80% de frequência nas aulas. Confira aqui o edital completo. 3. Palestrantes para formação em gênero e sexualidade - A SMPM também abriu, este mês, inscrições para o credenciamento de empresas interessadas em desenvolver cursos e palestras que visem à formação continuada de professores, gestores e demais profissionais da educação para Educação em gênero e sexualidade.

Constituinte do Sistema Político

No dia 28 de agosto, quinta-feira, às 19h00, no Auditório do Sindicato dos Advogados (Rua Abolição, 167 - próximo à Câmara dos Vereadores e ao Metrô Anhangabaú), debate sobre a "Constituinte do Sistema Político", com a presença de: Maria Victória Benevides (Universidade de São Paulo), Aton Fon Filho (Advogado da Rede Social Justiça e Direitos Humanos), Paulo Teixeira (Deputado Federal PT/SP) e Aldo Arantes (Secr. Comissão de Mobilização pela Reforma Política da OAB). Evento organizado pelo Sindicato dos Advogados do Estado de São Paulo.

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Estudos Urbanos

A segunda Oficina de Estudos Urbanos reunirá, nos dias 16 e 17 de setembro, a partir das 9h30, na sala 24 do Departamento de Antropologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP, diferentes gerações de pesquisas sobre as cidades brasileiras. Os debates colocarão em diálogo temas tradicionais das Ciências Sociais, como trabalho, política e religião, bem como temas contemporâneos como violência, mobilidades urbanas, territórios marginais e insurgências recentes. Trata-se de uma iniciativa conjunta de grupos de pesquisa da USP, Centro de Estudos da Metrópole (CEM), Fundação Getúlio Vargas (FGV) do Rio de Janeiro, Centro Brasileiro de Análise de Planejamento (Cebrap) e Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). O evento tem entrada gratuita e não é necessária inscrição prévia. A programação completa da oficina pode ser conferida no site do evento. O local é o departamento de Antropologia da FFLCH. Mais informações: (11) 3031-2552. (Fonte: Agência USP de Notícias)

Pesquisa sobre Mobilidade Urbana

O tempo gasto pelos paulistanos no trânsito e o nível de satisfação dos usuários do transporte público são dois dos temas que integram a pesquisa sobre mobilidade urbana, que a Rede Nossa São Paulo lançará no dia 18 de setembro, em evento público no SESC Consolação (Rua Dr. Vila Nova, 245). Realizada em parceria com o Ibope e divulgada anualmente durante a Semana da Mobilidade em São Paulo, a pesquisa está em sua oitava edição. O levantamento apontará ainda a frequência com que os paulistanos utilizam o transporte público e o carro particular, bem como a percepção da população em relação ao trânsito e à poluição. O encontro visa também comprometer os principais candidatos ao governo paulista com o desenvolvimento sustentável. Os melhores colocados nas pesquisas estão sendo convidados para o evento, onde receberão a Carta-compromisso do Programa Cidades Sustentáveis (PCS). A ideia da organização é que os postulantes ao Palácio Bandeirantes presentes ao encontro assinem a carta e, assim, se comprometam publicamente com as propostas contidas no documento. Entre os compromissos a serem propostos aos candidatos estão elaborar um programa de metas para a gestão estadual e mobilizar a bancada de seu partido no Congresso Nacional para aprovar a Proposta de Emenda à Constituição, que institui a obrigatoriedade de elaboração de planos de metas para todos os prefeitos, governadores e presidentes da República. No mesmo encontro, os concorrentes ao governo paulista também receberão a Agenda Brasil Sustentável, uma plataforma que reúne princípios e propostas concretas e que tem por objetivo o comprometimento dos candidatos com o desenvolvimento sustentável do país. O documento visa também articular as políticas públicas nacionais com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU). Inscrições: http://migre.me/l537Q . Vagas sujeitas à lotação do teatro.

Educação em Direitos Humanos

Você é educador ou estudante da rede municipal de ensino de São Paulo e faz parte de algum projeto educativo que contribua na defesa e ampliação dos direitos humanos? Compartilhe sua experiência e participe da seleção para o 2º Prêmio Municipal de Educação em Direitos Humanos. As inscrições estão abertas até o dia 15 de setembro no site: 2premioedh.educapx.com. Organizado pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania (SMDHC) e pela Secretaria Municipal de Educação (SME), o 2º Prêmio Municipal de Educação em Direitos Humanos tem como objetivo identificar, reconhecer, divulgar e incentivar experiências educacionais que promovam a cultura dos direitos humanos na rede municipal de ensino. A 2ª edição do prêmio segue os mesmos princípios do primeiro ano e traz novidades. Uma delas é a criação da categoria “Grêmios Estudantis”, que abrangerá experiências de criação e consolidação dos grêmios escolares, bem como suas atividades, considerando projetos de participação política, aprimoramento do convívio escolar, projetos comunitários, culturais e artísticos. Nesta edição, a organização do festival busca fomentar a participação dos estudantes. A premiação integra uma estratégia de consolidação das políticas públicas de educação em direitos humanos, estimulando e tornando públicos projetos que desenvolvam práticas de valorização da diversidade e de prevenção e enfrentamento ao preconceito, à discriminação e à violência. Os relatos das experiências premiadas na 1ª edição, no ano passado, viraram livro. Organizada pela SMDHC, a publicação está sendo distribuída em todas as unidades educacionais do município de São Paulo. Ainda este ano, o livro ganhará uma versão digital que ficará disponível no portal da SMDHC. A comissão julgadora do 2º Prêmio Municipal de Educação em Direitos Humanos será composta por Flávia Inês Schilling, José Sergio Fonseca Carvalho, Marco Antonio Barbosa, Margarida Genevois, Maria Victoria Benevides, Maurício Piragino, Moacir Gadotti e Paulo Vannuchi. Prevista para o dia 10 de dezembro, a cerimônia de premiação marca a comemoração do Dia Internacional dos Direitos Humanos.Podem participar alunos, professores e escolas nas seguintes categorias: educadores, unidades escolares, estudantes e grêmios estudantis. A premiação será no dia 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos, em cerimônia que contará com a presença de alunos e educadores, membros da comissão julgadora e autoridades da Prefeitura. Os ganhadores receberão, além de um certificado, um prêmio em dinheiro e uma coleção de livros sobre direitos humanos. As inscrições são gratuitas e serão feitas por meio de formulário disponível no site 2premioedh.educapx.com, até 15 de setembro de 2014 . Confira a vinheta deste ano e os vídeos da primeira edição do Prêmio:

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

9ª Mostra de Cultura do Butantã

9ª edição da Mostra de Cultura do Butantã apresenta, de 15 a 24 de agosto, um panorama da efervescente produção artística da região. Espetáculos de dança, shows, circo, contação de histórias, performances poéticas, teatro e exibição de filmes são os atrativos da programação que chega a Casa de Cultura Butantã, ao Parque Raposo Tavares e aos CEU’s Uirapuru e Butantã. Criada em 2005 para dar visibilidade ao trabalho de artistas locais e promover ações culturais na região, a iniciativa cresceu ao longo das edições, em público e espaços de apresentação, consolidando-se no calendário de festividades do Butantã. A programação ocupa os palcos da Casa de Cultura, do CEU Butantã e Ceu Uirapurú e terá a grande festa de encerramento no Parque Raposo Tavares. Veja a programação completa no site da Subprefeitura.

Trilhas Urbanas

No dia 23 de agosto, sábado, às 10h00, O Parque Alfredo Volpi terá Trilha Monitorada do programa Trilhas Urbanas. Participe, vá conhecer o Parque em boa companhia. O Parque Municipal Alfredo Volpi fica na Av. Eng Oscar Americano, 480 - Morumbi. Telefone confirmando sua presença: 3031-7052. O Parque Alfredo Volpi também tem parceria com a Coopermiti, cooperativa que utiliza Lixo Eletrônico, realizando trabalhos de inclusão digital, social, educação e cultura. Descarte seu lixo eletrônico corretamente.

Mutações: fontes passionais da violência

Concebido e organizado pelo filósofo Adauto Novaes, o Ciclo de Conferências deste ano propõe uma análise das relações entre violência e civilização. Esta edição do ciclo "Mutações" pretende discutir o papel das paixões nos destinos da humanidade, propondo pensar a violência não apenas como o efeito de causas objetivas, atribuídas quase sempre a razões econômicas e sociais, mas também como parte do humano. Com David Lapoujade, Eugênio Bucci, Francisco Bosco, Franklin Leopoldo e Silva, Frédéric Gros, Frédéric Worms, Gilles Battaillon, Guilherme Wisnik, Isabelle Delpla Jean-Pierre Dupuy, José Miguel Wisnik, Luiz Alberto de Oliveira, Marcelo Coelho, Marcelo Jasmin, Maria Rita Kehl, Newton Bignotto, Olgária Matos, Oswaldo Giacoia, Pascal Dibie, Pedro Duarte, Renato Lessa e Vladimir Safatle. As conferências em São Paulo, o ciclo acontece também em Brasília e no Rio de Janeiro, acontecerão no SESC Vila Mariana (Rua Pelotas, 141) às quartas, quintas e sextas, às 19h30, de 14 de agosto a 8 de outubro. Consulte o programa e faça sua inscrição online (a inscrição é feita por palestra e há cobrança de R$30,00) clicando aqui.

Curso semipresencial de Licenciatura em Ciências

O curso de Licenciatura em Ciências é uma parceria entre a Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo) e a USP (Universidade de São Paulo) com a finalidade de formar docentes para as disciplinas da área, ministradas do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. O planejamento do curso privilegia uma abordagem interdisciplinar e integrada do conhecimento. Anualmente são oferecidas 360 vagas, sendo 120 na capital e 40 em cada um dos seis polos localizados nas seguintes cidades do interior do Estado: Jaú, Lorena, Piracicaba, Ribeirão Preto, Santos e São Carlos. A estrutura curricular está dividida em oito semestres e 52% da carga horária, de 2.835 horas, é integralizada com atividades à distância. Informações mais detalhadas sobre o curso estão disponíveis no site http://univesp.br/cursos/curso-de-licenciatura-em-ciencias-univesp-usp e no site da Fuvest. O ingressante no curso será considerado um aluno da USP e terá acesso a todos os benefícios e ambientes oferecidos aos alunos dos cursos presenciais. (Fonte: Prof. José Coelho Sobrinho (Coordenador de Comunicação da Fuvest)

Perfil social das pessoas com deficiência no Brasil

O economista Waldir Quadros, professor aposentado do Instituto de Economia (IE) da Unicamp, acaba de lançar o site “Perfil social das pessoas com deficiência no Brasil”, cujo objetivo é contribuir para o avanço do conhecimento sobre a realidade social e econômica desse segmento da população. “Queremos que o site se constitua em instrumento útil de pesquisa e avaliação das características gerais e da condição das pessoas com deficiência no Brasil”, afirma Quadros. Os indicadores contidos no site estão amparados nos resultados do último Censo Demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e estatística (IBGE), realizado em 2010, e também por uma metodologia de estratificação social desenvolvida por ele ao longo de toda a sua carreira acadêmica. O interessado pode ter acesso, por exemplo, a indicadores separados por idade, sexo, raça, nível de escolaridade etc, que surgem desagregados por município. “Com isso, a pessoa que consulta a ferramenta pode estabelecer comparações entre cidades e gerar mapas de forma imediata”, pormenoriza Quadros. O economista adianta que novos conteúdos deverão ser brevemente adicionados à ferramenta, cuja navegação tem se mostrado bastante amigável. O site “Perfil social das pessoas com deficiência no Brasil” pode ser acessado no link: http://www.perfilsocial.com.br/dologin.php?superacesso=DEFIC-123

FUVEST 2015 já tem manual divulgado


O Manual do Candidato para as provas da FUVEST já está disponível na página da Fuvest. Além das informações sobre o vestibular, os sites www.fuvest.br e www.fuvest.com.br (que será utilizado para receber as inscrições) apresentam também informações da USP sobre os seus 249 cursos de graduação. As provas serão realizadas em 32 municípios do Estado de Paulo. A inscrição deverá ser feita no período de 22 de agosto a 8 de setembro de 2014, exclusivamente pelo site www.fuvest.com.br. O programa solicitará os dados necessários. É imprescindível que o interessado tenha o seu próprio número no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). As instruções para obtê-lo estão no site www.receita.fazenda.gov.br . A taxa de inscrição, de R$ 145,00 (R$ 130,00 no vestibular passado), poderá ser paga em qualquer agência bancária por meio do boleto emitido pelo programa no final do processo de inscrição.

Formação para cuidadores de pessoas com deficiência física e visual

 O curso, oferecido pela Escola de Educação Permanente do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP,  tem o propósito de qualificar os participantes, com conhecimentos técnicos e comportamentais, para zelar pela qualidade de vida e bem-estar (saúde física, mental e social) da pessoa com deficiência. O curso gratuito e em grande parte à distância, começará em 25 de agosto e vai até o final do ano. São 120 horas de aulas, sendo 80 à distância e 40 presenciais. O curso é voltado para maiores de 18 anos, com vínculo empregatício na área ou familiares diretos de pessoas com deficiência. Maiores informações e inscrições em  

Prevenção de violência doméstica

O Programa Religar, da Liga Solidária,  convida para Roda de Conversa no dia 18 de agosto, segunda-feira, às 14h00, para conversar sobre experiências de vida, problemas e desafios enfrentados diretamente por mulheres em situação de violência doméstica. O Programa Religar funciona no Educandário Dom Duarte (Av. Eng. Heitor Antonio Eiras Garcia, 5985 - Jd. Educandário - São Paulo - Tel.: 3781-9864.). 

Rebaixamento do Lençol Freático

No dia 20 de agosto, quarta-feira, às 9h00, acontecerá a 161ª reunião plenária do CADES(Conselho Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável), em que tomarão posse as novas conselheiras da região Centro-Oeste (Cecília Pellegrini, do Morro do Querosene e incansável batalhadora pela preservação da Chácara da Fonte e do Caminho do Peabiru e Célia Smith, da Ecóleo). Nesta reunião será feita exposição sobre "Rebaixamento do lençol freático em obras de engenharia na Cidade de São Paulo", pelo diretor do Centro de tecnologia de obras  do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), José Maria de Camargo Barros. A reunião será realizada na UMAPAZ, no Parque Ibirapuera. Entrada de conselheiros do CADES pelo Portão 7A e de convidados pelo Portão 7 (Zona Azul).

Revista Música Brasileira

Em momentos de festa ou em momentos de tristeza, a música está sempre presente. A Revista Música Brasileira homenageia vivos e sempre-vivos nos seus artigos, ensaios, críticas, perfis e resenhas de nossa música popular. Os 90 anos de Nelson Sargento, por exemplo. tem melhor motivo para comemorar? Artigo assinado por Claudio Jorge, um bamba do violão e do samba. E o lendário Zé Menezes, outro titã do violão brasileiro? E a fantástica tradição afromusical que marca a nossa música desde sempre, recuperados pela turma do Goma-laca? E a RMB também continua de olho (e ouvido) atento às novidades: os novos CDs de Marlui Miranda, Gustavo Galo, Rodrigo Maranhão, Guidi Vieira, Celso Sim e mais um bando de gente boa. Tudo isso está na www.revistamusicabrasileira.com.br. É só clicar, ler e sair assobiando!

Praça das Artes

Mário de Andrade colocava a cultura popular no centro da expressividade de seu tempo. O projeto "Um Baile das quatro artes" retoma sua ideia criando pontes em quatro áreas de expressão essenciais na contemporaneidade: música, dança, performance (danças dramáticas tradicionais e contemporâneas) e teatro de rua. Entre os dias 16 de agosto e 25 de outubro, o projeto recebe, na Praça das Artes (Av. São João, 281), companhias nacionais ligadas a esses quatro segmentos artísticos, todos os sábados, sempre às 11h e às 15h com entrada franca. Veja a programação no Facebook, clicando aqui


Massacre da Sé

O Massacre da Sé – pessoas em situação de rua: 10 anos de impunidade, é o tema do Debate Cedem/Unesp, a ser realizado no dia 28 de agosto de 2014, quinta-feira, às 18h30, promovido pelo Cedem – Centro de Documentação e Memória da Unesp. No dia 19 de agosto de 2004, na região da Praça da Sé em São Paulo, ocorreu um massacre. Dez moradores em situação de rua foram atacados, dois deles morreram na hora, quatro faleceram no hospital, outros quatro sobreviveram. Em 22 de agosto, um novo ataque aconteceu, dessa vez, cinco desabrigados foram agredidos da mesma maneira que os anteriores, um deles morreu na hora. Esses acontecimentos ficaram conhecidos como o “Massacre da Sé” ou “Massacre do Centro”. Dez anos após o ocorrido, não houve punição e mais agressões foram cometidas contra pessoas em situação de rua, não apenas em São Paulo, mas por todo o Brasil. Sabendo-se que preservar a memória é também uma maneira de prevenir a repetição de erros, esse evento contribuirá para relembrar aqueles tristes momentos com uma retrospectiva dos ataques; as repercussões que tiveram na mídia, não somente na época, mas posteriormente; o posicionamento das instituições defensoras de direitos humanos; os aspectos simbólicos que essas chacinas produziram (as sucessivas manifestações de memória) e, por meio dos livros de Arlindo Gonçalves, serão abordadas as representações ficcionais desse ato criminoso, a imagem dessas pessoas em foco, as articulações desses sujeitos em busca da dignidade e a luta contra a impunidade.
Palestrantes: Alderon Pereira da Costa – formado em Filosofia, fotógrafo, jornalista, editor do Jornal “O Trecheiro”, coordenador de projetos da Associação Rede Rua, fotógrafo, conselheiro da Ouvidoria da Defensoria Pública de São Paulo, vice-presidente da Organização Civil de Ação Social (OCAS) que pública a revista de rua Ocas”. É ouvidor geral da Defensoria Pública do Estado de São Paulo; Anderson Lopes Miranda - ex-morador em situação de rua e atual coordenador do Movimento Nacional da População de Rua; Arlindo Gonçalves – escritor, fotógrafo, realizou algumas exposições e publicou os livros Carinhas(os) urbanas(os) (2008) e In vino férias (2013). Como escritor, publicou Dores de perdas (2004), Desonrados (2005), Desacelerada mecânica cotidiana (2008) e Corações suspensos no vazio (2010). É colaborador da revista Ocas”; Dra. Michael Mary Nolan,- faz parte da Congregação das Irmãs da Santa Cruz de São Paulo, advogada dos direitos humanos e se especializou no trabalho com prisioneiras estrangeiras no Brasil, membro da assessoria jurídica do CIMI (Conselho Indigenista Missionário). É presidente do ITTC – Instituto Terra, Trabalho e Cidadania. Mediação: Oscar D´Ambrósio - Mestre em Artes – UNESP/Campus São Paulo, Crítico de Arte, Escritor, Jornalista e Coordenador de Imprensa/Reitoria da UNESP. 
Duração: 2h30
Vagas limitadas: 70
Inscrições gratuitas - enviar nome completo, e-mail e instituição para:
Sandra Santos, e-mail: ssantos@cedem.unesp.br .
Certificado de participação
Horário/local: às 18h30 no Cedem/Unesp: Praça da Sé, 108, 1º andar (metrô Sé) - (11) 3116 – 1701







Crise da Água em São Paulo

No dia 27 de agosto, quarta-feira, das 9h00 às 12h30, no Auditório Teotônio Vilela, na Assembléia Legislativa de São Paulo, a Relatora Especial da ONU para Água e Saneamento, Catarina Albuquerque, estará em encontro discutindo a "Crise da água na região metropolitana de São Paulo e Campinas". 




Reunião Rede Butantã - 6/dezembro/2017

No dia 6 de dezembro , quarta-feira, das 9h00 às 12h00, reunião da Rede Butantã de entidades e Forças Sociais no Centro de Referência em Se...