quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Fonte do Peabiru - Vitória e Seminário

"A Chácara da Fonte, no Morro do Querosene, reduto de artistas e intelectuais no Butantã, zona oeste de São Paulo, vai virar parque. O prefeito Gilberto Kassab (PSD) decretou a área de 35,4 mil m2 de utilidade pública para desapropriação. A fonte que dá nome ao lugar é do século 18, parada obrigatória de tropeiros e bandeirantes que iam da região de Itu para Santos e a cidade de São Paulo. O terreno também tem ainda um remanescente de mata atlântica. Moradores do bairro - conhecido por manifestações culturais como bumba-meu-boi, capoeira, mamulengos, samba de roda, maracatu e grafite - se mobilizam há anos para tombar o terreno por seu valor histórico e fazer um parque na área. A disputa esquentou em 2008, quando vizinhos do terreno construíram um muro que dificultou o acesso à fonte secular e ainda diminuiu a largura da rua de 85 m para 45 m. Com a criação do parque, o acesso à fonte será reaberto, mas não se sabe se o muro continuará de pé. "É um primeiro passo. Pelo menos o poder público não fica em cima do muro, como estava até agora. Essa é uma área que resta ainda inexplorada pela especulação imobiliária", disse o músico Dinho Nascimento, conselheiro da Associação Cultural do Morro do Querosene. O decreto de utilidade pública é a primeira etapa para a desapropriação do terreno, mas o processo ainda vai levar um tempo. E, no próprio decreto, já surge uma dúvida: a área tem 39 mil m2, mas Kassab pretende desapropriar 35,4 mil m2. A diferença equivale à área que faz frente com a avenida Corifeu de Azevedo Marques, onde já estão construídos um posto de gasolina e um restaurante e onde os proprietários pretendem erguer um prédio. A prefeitura não divulgou o mapa do trecho a ser desapropriado. A família Basile, proprietária do imóvel, informou que está disposta a negociar a desapropriação amigável do terreno, desde que a prefeitura pague o valor de mercado." (Notícia publicada na Folha de São Paulo, caderno Cotidiano de 23 de agosto de 2011). Mas, esta vitória não se encerra aí: No dia 13 de setembro, terça-feira, durante todo o dia, será feito Simpósio “Juntos no Peabiru”. O Simpósio, que acontecerá no Auditório do Instituto Butantã, será aberto a todos os interessados e deve trazer esclarecimentos sobre História e Arqueologia, no período da manhã, Urbanismo e Meio Ambiente, no período da tarde. Já estão confirmadas as presenças de: Rossano Lopes Bastos (arqueólogo); Julio Abe; Benedito Prezia (filosofo e lingüista, especialista em história indígena); Niéde Guidon (arqueologia – pesquisas Piauí – à confirmar); Nabil Bonduki (urbanista - Secretário de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano); Azis Ab´Saber (geógrafo, professor, membro da Academia de Ciências). O Simpósio será aberto aos interessados e deve ser um importante momento de esclarecimento sobre a importância da preservação desta área. Informações: genteboa@dinhonascimento.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Reunião Rede Butantã - 6/dezembro/2017

No dia 6 de dezembro , quarta-feira, das 9h00 às 12h00, reunião da Rede Butantã de entidades e Forças Sociais no Centro de Referência em Se...