quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Freud e o mal estar na civilização


No dia 20 de setembro, quinta-feira, às 16h00, o Centro Universitário Maria Antonia recebe Noemi Moritz Kon para a palestra "Freud e o mal estar na civilização", com entrada franca (90 lugares) e distribuição de senhas 30 minutos antes. Publicado em 1930, em meio às consequências da quebra da bolsa de Nova Iorque e da ascensão do partido hitlerista na Alemanha, O mal estar na civilização faz parte dos textos em que Sigmund Freud aborda, num tom realista e sombrio, as questões sociais de seu tempo, apontando, concomitantemente, a universalidade dos afetos de hostilidade e agressividade que orientam as relações entre os homens em todos os tempos. Aponta a precariedade do pacto social estabelecido na instituição civilizatória, que estabelece, de saída, um rebaixamento da felicidade possível, por meio da restrição da satisfação pulsional e da instalação do sentimento moral, na construção da instância superegóica, como um mal-estar necessário. Noemi Moritz Kon é psicanalista, professora do Depto. de Psicanálise do Instituto Sedes Sapientiae, doutora em Psicologia Social pelo Instituto de Psicologia da USP. Publicou, entre outros, Freud e seu duplo: reflexões entre psicanálise e arte (Edusp/Fapesp, 1996) e A viagem: da literatura à psicanálise (Companhia das Letras, 2003). O Centro Universitário Maria Antonia fica na Rua Maria Antonia, 294 e a palestra será no salão nobre do 3º andar. Informações: 3123-5200. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Educação e o mundo moderno - 9 e 10/8/2017

Em virtude do lançamento do livro "Hannah Arendt: a educação e o mundo moderno", organizado por José Sérgio Fonseca de Carvalho e...