terça-feira, 25 de março de 2014

Golpe militar: 50 anos - memória, história e direitos humanos

Golpe militar: 50 anos – memória, história e direitos humanos, é o tema do seminário que será realizado nas em  2, 3, 8 e 9 de abril de 2014 às 18h30, promovido pelo Cedem – Centro de Documentação e Memória da Unesp, pelo OEDH - Observatório de Educação em Direitos Humanos da Unesp/Bauru, com o apoio da Proex/Pró-Reitoria de Extensão Universitária da Unesp. Dia 2 de abril: “Tenho algo a dizer: memórias da Unesp na ditadura (1964 a 1985)”. Mesa redonda sobre os resultados parciais da pesquisa sobre o arbítrio institucional e as lutas de resistência nos, então, “institutos isolados” e posteriormente na Unesp durante a ditadura.Convidados: Antônio Celso Ferreira (historiador, professor da Unesp-Assis e coordenador do Cedem/Unesp), Maria Ribeiro do Valle (socióloga, historiadora e professora da Unesp-Araraquara) e coordenação de Clodoaldo Meneguello Cardoso (professor de filosofia e coordenador do Observatório de Educação em Direitos Humanos-OEDH/Unesp-Bauru); Dia 3 de abril: “Ditadura civil-militar: memória e ressentimento” , palestra sobre os desdobramentos do golpe civil-militar de 1964 na atual democracia brasileira.Convidada: Maria Rita Kehl (psicanalista, ensaísta, crítica literária, poetisa, cronista brasileira e membro da Comissão Nacional da Verdade), coordenação: Antonio Celso Ferreira; Dia 8 de abril: “Resistência: imprensa alternativa e editoras de oposição”. Mesa redonda sobre as lutas contra a ditadura, feita por jornalistas, outros profissionais da imprensa e pelas editoras de livros de oposição.Convidados: José Luiz Del Roio (ex- senador na Itália, escritor, radialista e membro do conselho internacional do Fórum Social Mundial), Ricardo Carvalho (jornalista, foi repórter de direitos humanos na Folha de São Paulo, atuou na TV Cultura como diretor de jornalismo e na TV Globo como editor-chefe do Globo Repórter) e Flamarion Maués (historiador, editor de livros e foi coordenador editorial da Fundação Perseu Abramo), coordenação: Antonio Celso Ferreira; Dia 9 de abril: “Políticas de preservação da memória”. Mesa redonda sobre as políticas de preservação da memória do período ditatorial de diversas organizações de São Paulo.Convidados: Fundação Mauricio Grabois, Cedic/PUC, Cedoc/CUT, coordenação: Cedem e Fundação Perseu Abramo. Mais informações sobre a programação completa – OEDH/Unesp: http://www.unesp.br/portal#!/observatorio_ses

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Educação e o mundo moderno - 9 e 10/8/2017

Em virtude do lançamento do livro "Hannah Arendt: a educação e o mundo moderno", organizado por José Sérgio Fonseca de Carvalho e...