terça-feira, 9 de junho de 2015

Justiça espacial e direito à cidade

A Comissão Organizadora do Colóquio "Justiça Espacial e Direito à Cidade" convida os interessados no tema a participar do evento que se realizará entre os dias 7 a 10 de dezembro de 2015 no Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo e que é promovido pelo GESP – Grupo de Geografia Urbana Critica Radical – e pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia Humana. A produção do espaço urbano aparece hoje como possibilidade renovada de realização da reprodução da sociedade, um processo que encontra seus limites gerando imensos conflitos; isto porque, no momento atual, a globalização econômica trouxe a concentração sem limites da riqueza que acompanha o processo de privatização do mundo. Essa situação exige a abolição das condições de exploração e opressão que a acompanham, sendo que a possibilidade de superação está no fundamento dos movimentos sociais e das manifestações públicas. Estes sinalizam a consciência da extrema privação, uma leitura que não se fecha na esfera dos bens necessários à realização da vida, mas abre-se para a escala da realização dos desejos (e da necessidade) de construção de um projeto que ultrapassa a esfera do “ter" e da busca desenfreada pela qualidade de vida. A hipótese é a de que a privação do urbano está no fundamento das lutas pelo espaço. Questionando a lógica do crescimento e a racionalidade deste modo de produção – como reprodução de relações sociais dominadas – os movimentos sociais lutam pelo espaço da realização da vida, bem como por um espaço democrático onde possam exprimir-se e decidir sobre o uso dos bens comuns produzidos socialmente, o que exige a superação do entendimento da cidade enquanto quadro físico para considerá-la em seus conteúdos mais profundos. Essa conjuntura coloca como questões a justiça espacial e o direito a cidade, tema deste Colóquio, propondo o desafio da realização de um debate coletivo.
Inscrições: As inscrições dos trabalhos devem ocorrer segundo os temas das sessões temáticas:1 - A crise urbana e a reprodução do econômico; 2 - A segregação socioespacial e o direito à cidade; 3 - As formas de resistência e a luta pelo urbano; 4 - As políticas públicas e a justiça espacial. Os resumos devem ter entre 800 e 1000 palavras, serem apresentados em times New Roman 12 e espaço simples. O prazo de entrega dos resumos é dia 1 de julho de 2015. Para maiores informações escreva para justicaespacial@gmail.com;


Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Educação e o mundo moderno - 9 e 10/8/2017

Em virtude do lançamento do livro "Hannah Arendt: a educação e o mundo moderno", organizado por José Sérgio Fonseca de Carvalho e...