sexta-feira, 2 de março de 2012

Mulheres encarceradas: Avanços e retrocessos

O Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCRIM) promove no dia 7 de março, quarta-feira, das 9h30 às 12h30 a mesa de estudos e debates  “Mulheres Encarceradas: Avanços e Retrocessos”. Imersas em um cenário marcado por tensões e privações, mulheres presas sofrem de forma mais pungente os efeitos perversos do cárcere: além da superlotação, insalubridade, violência institucional, falta de acesso a trabalho, educação, saúde e assistência jurídica, ficam sujeitas a condições particulares que têm estreita ligação com a questão de gênero. Refletir sobre essa realidade e fazer um balanço das políticas públicas específicas para essa população são tarefas a que a Mesa de Estudos e Debates se propõe. São expositores: Heidi Ann Cerneka (Coordenadora da Pastoral Carcerária Nacional para as questões femininas; Instituto Terra Trabalho e Cidadania; Grupo de Estudos e Trabalho Mulheres Encarceradas) e Fernanda Emy Matsuda (Advogada; Coordenadora do núcleo de pesquisas do IBCCRIM; Mestre em sociologia e doutoranda pela USP). A mediadora será Andrea Cristina D'angelo. A mesa acontecerá no Auditório do IBCCRIM (Rua Onze de Agosto, 52, 2º andar - Centro - São Paulo) e as inscrições são gratuitas no Portal do IBCCrim. Informações: mesas@ibccrim.org.br ou  3111-1040, ramais 156.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A Educação e o mundo moderno - 9 e 10/8/2017

Em virtude do lançamento do livro "Hannah Arendt: a educação e o mundo moderno", organizado por José Sérgio Fonseca de Carvalho e...